Fiz uma análise SWOT! E agora?

Você sabe o que é uma Análise SWOT? 

 A Análise SWOT ou FOFA é uma ferramenta utilizada para fazer analises de cenários (ou de ambientes), sendo usada como base para gestão e planejamento estratégico de uma corporação ou empresa, mas, devido a sua simplicidade, pode ser utilizada desde atividades diárias até a gestão de uma multinacional

 Muito bem. Então, digamos que você precisa fazer um planejamento estratégico ou uma analise de seus concorrentes ou alguma outra analise qualquer. Reúna um grupo de pessoas envolvidas e começa o famoso Brainstorming para preencher os quadrantes:

  • Fatores Internos – Quais são as Forças (Strengths);
  • Fatores Internos – Quais são as Fraquezas (Weaknesses);
  • Fatores Externos – Quais as Oportunidades (Opportunities);
  • Fatores Externos – Quais as Ameaças (Threats).

Pronto! Chegamos a uma Matriz SWOT!

E agora, o que fazer?  Como tirar proveito disto?

Em muitas empresas que conheci na minha jornada de consultor, é muito comum a análise ser deixada de lado, pois, tirar proveito de cada um dos itens citados nos quadrantes não faz muito sentido. Precisa existir algum método simples e eficiente para aproveitarmos essas informações!

Sim, este método existe e é o que vou procurar demonstrar abaixo:

Para isto, montei uma análise SWOT “tradicional” fictícia

Até aqui… nada de novo!


O próximo passo agora é confrontar Fatores Internos com Externos (nunca interno com interno nem externo com externo). A partir deste confronto, vamos identificar a direção da solução atrelada a quatro grupos:

  • Alavanca– Identifica pontos de alavancagem da empresa e/ou área;
  • Vulnerabilidade– Identifica itens vulneráveis em nosso negócio onde devemos atuar;
  • Restrição– Identificar as Restrições (grande parte das vezes – políticas) que devemos remover;
  • Problemas– Identifica problemas onde devemos atuar com forte prioridade.

Observação: Se estivermos fazendo a análise de um concorrente, a atuação inverte de lado, ou seja, o que é problema para o nosso concorrente é uma oportunidade para a nossa empresa.

Veja abaixo alguns exemplos de como fazer:

  • PONTO FORTE + OPORTUNIDADE = ALAVANCA
    Atuamos em mercado diversificado + Aumentar o MIX de produtos = Aumentar faturamento;
    Capilaridade Nacional (logística forte) + Comprar concorrentes = Aumento do Market Share.
  • PONTO FORTE + AMEAÇA = VULNERABILIDADE
    Empresa saudável no âmbito financeiro + Concorrentes baixando os preços = Redução da margem de contribuição
  • PONTO FRACO + OPORTUNIDADE = RESTRIÇÃO
    Mudança constante na equipe comercial + Aumentar o MIX de produtos = Equipe comercial não preparada para vender um MIX maior
    Conflito de prioridade devido a diversas frentes de vendas + Exportar para a América do Sul = Aumenta o conflito de prioridade da área comercial
  • PONTO FRACO + AMEAÇA = PROBLEMA
    Falta melhor estruturação nas áreas Comercial/Marketing + Novos entrantes = Perda de Market Share

É obvio que nem todos os itens terão uma combinação, caso não faça sentido a combinação que você está tentando fazer, simplesmente despreze e vá para a próxima combinação possível.

Concluída esta etapa é só partir para o plano de ação e/ou planejamento estratégico de sua empresa.

Posts Relacionados

6 tips to retain your top sales talent

Sed facilisis lorem in orci bibendum ullamcorper. Mauris vitae augue elementum, sodales nulla a, semper ligula. Nullam vel enim risus. Integer rhoncus...

What the martian can teach sales

Sed facilisis lorem in orci bibendum ullamcorper. Mauris vitae augue elementum, sodales nulla a, semper ligula. Nullam vel enim risus. Integer rhoncus...

Deixe Uma Resposta