Lean Six Sigma

TOC – LEAN SIX SIGMA – SETE CONDUTAS PARA ALCANÇAR A META!

As Sete condutas para alcançar a meta foram desenhadas com o objetivo de integrar o que temos de mais poderoso para identificar, conhecer e eliminar as principais restrições da organização, são elas:

  • Teoria das Restrições (TOC) – Essa metodologia é muito eficiente para nos ajudar a “focar” nas principais restrições.
  • Lean Manufacturing – Essa metodologia tem como propósito eliminar ou reduzir os desperdícios nas restrições.
  • Seis Sigma (6) – Essa metodologia nos ajuda a entender e reduzir as variabilidades do processo (ferramentas estatísticas)

As sete condutas necessárias no modelo são denotadas como:

Primeira Conduta: Identificar as Restrições, aplicando a ferramenta TPC e Gerenciamento de Pulmões;

Segunda Conduta: Gerenciar as Restrições, implementando uma filosofia de trabalho baseada na melhoria contínua, por meio da designação do sponsor do projeto, líder do projeto, equipes de melhoria, auditor, equipes de apoio, comitê de comunicação e comitê diretivo. Nesta conduta são utilizadas técnicas como Regra do Jogo, Gerador de Ações, Reunião diária e Gerenciamento do TPC;

Terceira Conduta: Explorar as Oportunidades, orientando as pessoas envolvidas no trabalho a utilizar ferramentas com o objetivo de descobrir formas de encontrar capacidade oculta. Utiliza as ferramentas de Fluxo de processo, Diagrama de Causa e Efeito, FMEA e Pareto;

Quarta Conduta: Eliminar Fontes de Perdas aplicando ferramentas do LP, como: Pensamento Enxuto, Sete desperdícios, Mapeamento de Fluxo de Valor, Redução de Setup (SMED), 5S, Kaizen, entre outras;

Quinta Conduta: Controlar as Variabilidades mediante utilização de ferramentas estatísticas para entender melhor o processo e seu comportamento ao longo do tempo e, com isto, gerar ações para reduzir e controlar as variabilidades;

Sexta Conduta: Padronizar, organizando-se para melhor controlar e consequentemente gerenciar, manter e atingir metas;

Sétima Conduta: Reavaliar o Sistema após entrega do trabalho das equipes e apuração dos resultados alcançados no projeto. Após, deve-se voltar a 1ª conduta, não deixando que a inércia se torne uma restrição ao sistema.